Placa-mãe não compatível com Chipsets

Seguramente, o chipset é o componente mais importante da placa-mãe, pois é ele que comanda todo fluxo de dados entre o processador, as memorias e os demais componentes.

Por isso, acaba sendo mais importante saber qual chipset utilizado pela placa-mãe do que o próprio fabricante desta, pois placas de fabricantes diferentes que possuem o mesmo chipset apresentam desempenho bem mais próximo.


De um modo geral o chipset e dividido em dois circuitos:

ponte norte (northbridge, controlador de memória, alta velocidade) 
ponte sul (southbridge, controlador de periféricos, baixa velocidade). 

A ponte norte faz a comunicação do processador com as memórias, e em alguns casos com os barramentos de alta velocidade AGP e PCI Express. 

Já a ponte sul, abriga os controladores de HDs (ATA/IDE e SATA), portas USB, paralela, PS/2, serial, os barramentos PCI e ISA, que já não é usado mais em placas-mãe modernas.
Fonte: wiki

Um chipset está sempre associado a um tipo de processador. Assim, por exemplo, o chipset VIA modelo KT333 só aceita processadores Duron e Athlon.
Identificar a Ponte Norte em uma placa-mãe é muito fácil, basta procurar um chip com um cooler ou dissipador sobre ele.

Controlador de DMA: Permite que os periféricos possam comunicar-se entre si sem ocupar o processador. É ele que permite que uma placa de
som possa ler dados gravados na RAM sem ter que passar pela CPU, por exemplo; 

Controlador Super I/O: Controla as portas seriais, paralelas, infravermelhas e controladora de drives de disquetes;

Controladora USB: Praticamente todos os chipsets atuais trazem embutido um controlador USB, suportando o uso de 2, 4 ou mesmo 8 portas.


Acontece que você encontrara placas ``sem marca´´ sendo vendidas no mercado. na verdade, a placa tem marca, mais possivelmente o vendedor a desconhece. Para descobrir a marca de uma placa-mãe, você pode usar programas como o Everest. 

Para ter mais informações sobre esse programa, acesse o site www.clubedohardware.com.br 

Você pode classificar placa-mãe de acordo com características que elas possuem: o seu soquete (soquete 370, soquete A, soquete 478, soquete 7, e etc.), o seu chipset, ou seja, com um conjunto de circuitos da placa-mãe, além do tamanho do cache de memória. 

Por exemplo uma placa-mãe que aparentemente não possua marca e utilizada o chipset 430TX da intel poderia poderia ser simplesmente chamada de ``placa-mãe com o chipset 430TX´´ 

Porem, Há muita confusão no mercado. como a maioria dos vendedores não é técnico, acabam chamando uma placa-mãe que utilize chipset Intel de placa mãe Intel. o que esta totalmente errado, já que a própria Intel fabrica placas-mãe. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Trending