Tudo que Você Precisa Saber Sobre Fonte de Alimentação


A fonte de alimentação do computador é responsável por alimentar com energia todos os seus circuitos e por receber a energia que vem da tomada (220 ou 110 ), transformando essa energia em tensões menores para alimentar cada componente dentro do computador pois cada um deles funciona com uma tenção diferente. 

Ela é projetada para transformar as tensões comuns da rede elétrica em níveis compatíveis da placa mãe, além de filtrar ruídos e estabilizar a corrente elétrica.

As fontes utilizadas nos computadores modernos são do tipo “chaveadas” .
Ou seja, em fontes de alimentação “chaveadas em alta frequência”  a tenção de entrada e aumentada antes de ir para o transformador (50KHz a 60KHz são valores típicos ). 

Com a frequência da tensão de entrada aumentada, aumentada, o transformador e o capacitor eletrolítico podem ser bem menores.  

Esse e o tipo de fonte de alimentação usada em computadores e muitos outros tipos de equipamentos eletrônicos, como videocassetes.

Lembre-se que a chave “chaveada” e a forma reduzida para “chaveada em alta frequência” , não tendo relação com a fonte ou com a chave ligada\desligada.




As tensões “geradas” pela fonte são quatro:

•             A tensão de 05 VOLTS de corrente contínua alimentam principalmente os processadores, memórias e alguns outros circuitos digitais.

•             A tensão de 12 VOLTS de corrente contínua alimentam os motores dos acionadores de discos flexíveis, discos rígidos e outro motores.

•             As tensões de 12 e -12 VOLTS de corrente contínua alimentam os circuitos das portas serias.

•             A tensão de -5 VOLTS é utilizada por alguns componentes periféricos ligados a

As fontes de alimentação são vendidas baseadas em uma potência nominal, como 250W, 300W, 400W e até 500W e é importante lembra que quando você for adquirir um gabinete ou uma fonte de alimentação  pois sua capacidade deve ser suficiente para suportar a quantidade periféricos internos que deve ser utilizados.  Ou quanto mais componentes internos seu computados for utilizar maior deverá ser a potencia da fonte.

A potência nominal de cada fonte de alimentação depende da marca e da qualidade da fonte; cada uma tem estampada em sua etiqueta a potência de saída.

Além disso, e necessário que você identifique o modelo da placa mãe utilizada por você ou seu cliente antes de adquirir uma fonte de alimentação. A dois modelos de fonte de alimentação: AT e ATX.


CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS: TENSÃO, CORRENTE E POTÊNCIA.

A potência utilizada pelo computador é em função de quanto de energia ele utiliza ou dissipa, dado pela equação P= V.I onde P potência, V tensão e I corrente.

As tensões da rede no Brasil são de 110 V e 220 V. Grande parte dos
Computadores possuem uma chave comutadora atrás do gabinete possibilitando a transição das tensões.

Para se saber quanto de potência o computador consome é necessário somar todas as potências dos componentes conectados à Placa Mãe e a sua própria potência. A potência, então, depende dos componentes conectados à Placa Mãe. 

Exemplificando a Placa Mãe precisa de 15 a 30 WATTS; um unidade de disco flexível utiliza 15 a 20 WATTS; um disco rígido, entre 10 a 20 WATTS e etc.

As potências padrões do mercado são de 200 WATTS, 220 WATTS, 250 WATTS, 300 WATTS e etc. Potência abaixo de 200 WATTS não é recomendado utilizar, mesmo sabendo que um computador com configuração básica utiliza 63,5 WATTS.

A mais antes se você pretende concertar placas de fontes de alimentação esse e para você.


PRINCIPAIS DEFEITOS

Para o usuário, a fonte de alimentação é um componente de difícil manutenção pela necessidade de um conhecimento eletrônico razoável. 

Os defeitos mais comuns são o fusível e o ventilador que por vezes gera ruídos ou não gira corretamente. Leia também o artigo IDENTIFICANDO DEFEITOS EM PLACA-MÃE - PROBLEMAS E SOLUÇÕES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts